Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on Tumblr0Pin on Pinterest0Email this to someone

Pessoas que mexem com a internet estão expostas a alguns problemas, como o cyberbullying. Engana-se quem pensa que o bullying e o cyberbullying só ocorrem com jovens. Há muitos adultos que também sofrem com este tipo de agressão. Infelizmente, nem todos sabem como lidar com a situação, podendo cometer atos contra sua própria vida por não suportar as agressões. Saiba o que é e como ter cuidado com o cyberbullying:

Cuidado com o cyberbullying

O que é bullying?

O bullying é um tipo de agressão psicológica ou física. Pode ser feito por um ou vários indivíduos. Ele acaba mexendo com a pessoa, podendo causar dor e angústia. Há casos em que é o indivíduo chega a cometer suicídio por não aguentar o bullying, ou seja, é algo muito perigoso.

Bully é um termo inglês, que significa valentão. O bullying ocorre no mundo todo. É bastante comum nas escolas, sendo que normalmente é feito longe dos adultos. Muitas vítimas têm medo e acabam não falando sobre o ocorrido para ninguém, mesmo se sentindo mal.

Além das escolas, o bullying também pode ocorrer no local de trabalho, na faculdade, entre vizinhos e até na própria família. O agressor acha que, praticando bullying, estará sendo superior à vítima. Ele utiliza de diversas formas para causar algum mal à sua vítima, como insultos, bater nela, estragar seus bens materiais, obrigá-la a fazer algo contra sua vontade, espalhar informações falsas sobre ela, deixá-la isolada socialmente, chantageá-la ou fazê-la passar por uma situação vergonhosa na frente de outras pessoas.

O que é cyberbullying?

Muitas pessoas utilizam a internet para encontrar um amor virtual, mas devem tomar cuidado, pois podem ser vítimas de pessoas mal-intencionadas. É claro que é possível encontrar alguém que queira algo sério, mas é necessário prezar pela própria privacidade, não divulgando dados pessoais para qualquer um. Leia também:

O cyberbullying é bastante semelhante ao tradicional bullying, a única diferença é que ocorre através da internet ou outros meios semelhantes. A internet facilita bastante a vida das pessoas, mas é necessário ter cuidado com os perigos que estão nela, inclusive o cyberbullying. Quem sofre este tipo de agressão, além de se sentir muito mal, pode até tentar se matar. Quem se encontra nesta situação, o melhor que tem a fazer é procurar ajuda, alguém que possa lhe orientar nas suas escolhas.

Ele pode ocorrer com diferentes pessoas, inclusive desconhecidas. Às vezes você nunca viu a pessoa na vida, ela te encontra em alguma rede social, por exemplo, e começa a enviar mensagens maldosas. A pessoa que comete este tipo de agressão é chamada de cyberbully. Algo muito ruim no cyberbullying é o fato dele poder ser cometido anonimamente. Qualquer um pode criar um perfil fake em uma rede social ou enviar torpedos SMS no celular sem se identificar. Alguns se sentem mais incentivados a cometer atos assim, pois acham que estão protegidos, não poderão ser encontrados. Contudo não é bem assim, ao acessar a internet, o usuário utiliza um endereço de IP (Internet Protocol ou Protocolo de internet). Através dele é possível encontrar a pessoa que enviou determinadas mensagens, por exemplo.

Há pessoas que conseguem alguma foto ou vídeo íntimo da vítima e começa a espalhar para muita gente. Quem compartilha um conteúdo deste tipo está contribuindo com agressor, deixando a vítima pior do que antes. Como citado anteriormente, há vítimas que não suportam serem tão expostas assim e tudo pode se transformar em uma grande tragédia. Na internet, a velocidade com que as informações circulam é enorme. Em pouco tempo é possível que o país “inteiro” fique sabendo de algo.

Algo que também ocorre é o cyberbullying em jogos online. As pessoas podem querer impedir que a vítima jogue, além de enviar mensagens mal-intencionadas, que podem conter até palavrões. É importante não divulgar informações pessoais em jogos online também.

Um filme que trata sobre o cyberbullying é o Cyberbully (no Brasil: Bullying Virtual). Ele é um drama estrelado por Emily Osment. Ela faz o papel de Taylor Hillridge, uma garota que ganha um computador e começa a sofrer agressões através de uma rede social.

Como evitar o cyberbullying

Algo importante nas redes sociais e que pode ajudar a evitar o cyberbullying é não se expor demais. Deve-se evitar divulgar telefone, email, endereço e outras informações. Em muitas redes sociais é possível definir que só amigos podem ver determinadas informações, o que é uma ótima medida a ser tomada também.

Os pais devem ficar de olho nos sites que seus filhos acessam. Muitas escolas até controlam o que seus alunos acessam no laboratório de informática, porém eles podem usar a internet no celular, Lan House, notebook, computador de casa etc. Sendo assim, é importante estar de olho com quem eles conversam e até na mudança de comportamento. Abrir espaço para os filhos contarem sobre o que acontece em suas vidas é importante. Também pode ocorrer do filho ser praticante de cyberbullying, o que merece uma boa conversa e até um castigo para que ele não volte a fazer novamente. É importante que o cyberbully entenda que o que ele faz é errado e prejudica a vida de outras pessoas.

Sofri cyberbullying, o que fazer?

Se a pessoa já sofreu ou está sofrendo o cyberbullying, algumas medidas podem ser tomadas para que ele não volte a ocorrer. As provas devem ser guardadas. Se o usuário recebeu fotos, vídeos, mensagens etc., é possível guardar tudo. No caso de mensagens e fotografias, tire um Print Screen e salve-as em algum local que fiquem bem protegidas. Os vídeos podem até ser baixados por completo, há alguns softwares que fazem isso. Salvar tudo que conseguir é muito importante, pois na web, o conteúdo pode ser tirado do ar com facilidade por quem o publicou.

É possível fazer uma queixa ao local em que o conteúdo ofensivo está publicado, fazendo com que ele seja retirado ar, entretanto lembre-se de salvar as provas antes. Com todas as provas, a vítima deve ir até uma Delegacia de Polícia para poder registrar um boletim de ocorrência.

Você já foi vítima de cyberbullying? O que fez para acabar com ele? Conte sua história aos demais visitantes e contribua para a diminuição das consequências por causa da agressão.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on Tumblr0Pin on Pinterest0Email this to someone