Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on Tumblr0Pin on Pinterest0Email this to someone

Amor distante é uma música composta por Maurício e Maurozinho. Ela já foi cantada por vários artistas, como Chitãozinho e Xororó, Trio Parada Dura, Os Filhos de Goiás, Lourenço e Lourival e até pelo Luan Santana. Como são vários artistas, a letra acaba mudando um pouco. Veja três versões:

Disco: Amor distante - letra

Amor distante – letra completa

Se eu fosse um passarinho

Queria voar no espaço

E pousar devagarinho

Nas voltinhas do seus braços

Queria sentir seu carinho

Para aliviar a dor que passo

Queria te dar um beijinho

E depois um forte abraço

 

Depois que você partiu

Minha vida é sofrer

Me escreve sem demora

Que estou louco pra saber

O lugar que você mora

Também quero lhe escrever

Marcando para qualquer hora

Um encontro com você

 

Você partiu me deixando

Na mais negra ansiedade

Sofrendo tanta amargura

E chorando de saudade

Meu coração não resiste

Pra dizer mesmo a verdade

Pra mim já não existe

A tal felicidade

 

É um ditado muito certo

Quem ama nunca esquece

Que tem seu amor distante

Chora, suspira e padece

Coração sofre bastante

Saudade no peito cresce

Se você tem outro amor

Seja franca e me esclareça

Amor distante – 2ª versão

Se eu fosse um passarinho queria voar no espaço

E sentar devagarinho na voltinha dos seus braços

Para gozar dos seus carinhos e aliviar a dor que eu passo

Queria te dar um beijinho e depois um forte abraço

 

Depois que você partiu, minha vida é sofrer

Me escreva sem demora, estou louco para saber

O lugar que você mora, também quero te escrever

Marcando para qualquer hora o reencontro com você

 

Você foi e me deixou numa negra ansiedade

Sofrendo tanta amargura e chorando de saudade

Meu coração não resiste para dizer mesmo a verdade

Para mim já não existe a tal de felicidade

 

Tem um ditado muito certo, quem ama nunca esquece

Quem tem seu amor distante, chora, suspira e padece

Coração sofre bastante no peito cresce

Se você tem outro amor, seja franca e me esclarece

Amor distante/Inquilina de Violeiro, com Luan Santana – 3ª versão

Se eu fosse um passarinho

Queria voar no espaço

E pousar devagarinho

Nas voltinhas do seus braços

Queria sentir seu carinho

Para aliviar a dor que passo

Queria te dar um beijinho

E depois um forte abraço

É um ditado muito certo

Quem ama nunca esquece

Que tem seu amor distante

Chora, suspira e padece

Coração sofre bastante

Saudade no peito cresce

Se você tem outro amor

Seja franca e me esclareça

 

Um rapaz com sua viola

Vem chegando do interior.

Com chapéu de boiadeiro

E traje de lavrador.

 

Tem um prédio

Em São Paulo entrou no elevador,

Também entrou uma moça igual

A um botão de flor.

 

Achando a moça tão bela o rapaz

Falou pra ela quero ser o seu amor.

A mocinha respondeu com um gesto

Indelicado para mim você não passa

De um mendigo conformado você

Com essa viola é um caipira atrasado

Não tem onde cair morto e quer ser meu namorado.

Só fico com gente nobre você é um rapaz tão pobre não namoro pé rapado.

 

O rapaz muito educado então

Disse pra menina ando com essa viola

Pra cumprir a minha sina mas sou

Muito caprichoso só tenho um prédio de esquina

Para mim você não passa de uma falsa granfina

Onde moras não é seu esse prédio aqui é meu você é minha inquilina.

 

Me chame do que quiser de caipira ou

De roceiro esse chapéu representa o troféu

Dos boiadeiros, não largo desta viola porque sou

Bom brasileiro

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Share on Tumblr0Pin on Pinterest0Email this to someone